Translate

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Monstro!


Na boa, eu não tô aqui para falar da vida dos outros, nem fomentar polêmicas, mas tem coisas que são impossíveis a gente saber, ver, ouvir e ficar assim...  indiferente!
Cada dia que passa nós estamos expostos a crimes, nem digo hediondos, mas imorais, cruéis.
Eu acho que essas atitudes violentas sempre existiram, o que mudou foi a maneira e a velocidade em que as informações são transmitidas. Hoje em dia tudo é mais fácil, todo mundo é repórter, todo mundo é fotografo, todo mundo é cinegrafista, todo mundo pode editar e vincular informação.
Gente tem de tudo: Pai jogando a filha da janela do apartamento, filha matando os pais dormindo para ficar com a grana, goleiro alimentando cachorro com as partes do corpo da ex -amante ( A mãe do filho dele!)  e a agora esposa fazendo picadinho do marido.
Eu sei que o caso Yoki, já tá batido, mas hoje vazaram na net as imagens do marido em questão. Eu vi e não recomendo que façam o mesmo. É triste.
Nenhuma traição merece isto como punição. Isso não é ciúme, é doença. Essa mulher é monstruosa. Ele poderia ter feito de tudo com ela, mas nada, N.A.D.A, justifica tanta brutalidade. Não bastava matar, ela tinha que esquartejar. 
Eu me pergunto: como alguém tem coragem de fazer isto com o pai de seus filhos? Como essa criança vai crescer? O ódio desta mulher foi maior que o amor dela pela filha. Eu não teria coragem de fazer nada que pudesse me separar da minha pequena. Não dá para entender, viu?!
Tem gente que entende e até tem pena dessa mulher, mulher não, coisa! Para quem tem pena dela eu tenho 2 sugestões: Leva a pour Elise para casa e mantenha -se fiel a ela.

Estou enojada!

2 comentários:

  1. Parabéns pelo texto,acho que trair não chega a ser um crime, porém, mesmo que fosse, o dela foi muito maior

    ResponderExcluir

Vai, me conta o quê você achou?

Pesquisar este blog